art(e) ?

Belo Monte

 

Pentelho Branco

Enquanto coçava a cabeça já calva, lamentava o aparecimento de seu primeiro pentelho branco.  Este não era único, afinal, as laterais da cabeça tinham cabelos cinzas, a barba e os pelos espiralados do peito também eram grisalhos.  Só faltava mesmo era o branqueamento iniciar-se nos pentelhos.  Em seguida seguiu para a cama; após o término de Maquiavel durante a cagada matutina, entregou-se à sua nova leitura sobre Deus Um Delírio.

Ela, quase 10 anos mais nova, também trazia os primeiros sinais de calvície bem na parte frontal da testa, de onde escorria uma cabeleira oleosa, dourada, sinuosa e com sinais de ressecamento nas pontas.  Além do stress e da ansiedade criadas pelo centro de si mesma, ela também perdeu um siso incluso, que lhe causou um mês de dores na cabeça, indisposição, e um mau-hálito podre.

Faziam juntos seus planos de família entre bebedeiras e dendês.  Observavam, criticavam, estudavam, calculavam e criavam, a fim de insuflarem ainda mais seus egos, à procura de uma suposta crescente.  Ele pediu então para que ela desligasse a TV pois queria um pouco de silêncio.  E ela, que passara o dia inteiro desfrutando de um silêncio ao som de picaretas, machadadas, furadeiras e buzinas oriundas do lado de fora, terminou de escrever seu breve insight, não desligou o computador, pois o anti-virus se atualizava, e foi … dormir.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s