art(e) ?

Coral, Árvore e Macaco

Para quê fingir a inexistência da mágoa?  Coloca-la debaixo de um tapete e dizer a si mesmo, com certo ar de superioridade, que não há importância.  Quando de fato há.  Sim.  E muita.

O quê pode haver na relação entre mãe e filha, e até que ponto pode ir a suposta autoridade de uma mulher face a outra, não não não mais criança?

Quando se sonha em serpente que ataca o pequeno menino à beira-mar – serpente que é também cobra-coral – precede um quase afogamento neste mesmo mar cinzento e perigoso.  Iemanjá é mãe e também mulher, e isso a torna aterrorizante.  A criança milagrosamente se salva, mas sai com o trauma vivido e um pé torto.  O pé direito.

As árvores estão dentro de cada um dos quartos da casa.  Têm a casca grossa e só se vê os troncos.  Não olhei para cima tentando enxergar suas copas.  Supus que ultrapassavam o teto e iam para além do telhado, onde já não se vê de dentro.

O macaco, quando pequenino, assusta por ter movimentos ágeis e pequenas garras que arranham.  Depois de grande é seu sorriso macabro de enormes dentes amarelados que impõe medo.

Mas já dentro do carro, em direção ao mar, naquela brilhante e seca rua de saibro, ao lado da mata, a mãe tem um bebê que se mexe no ventre.  Não acredita que esteja grávida, nem que seja uma menina.  Só pensa em matar a porretes o perigo, o macaco.  Ela não permitiria mau algum.  No entanto, será o narrador o próprio feto que vê de fora?

Onde foram parar os desenhos apagados da parede do meu quarto de dormir? [Não tinham cor ou sombra suficiente?]

Mas, se o som do pincel tanto lhe incomoda ao pintar a porta, por que interrompes meu sol para forçar tua lua?

Não, não te deixo só, mesmo que me castigues.  Justo eu, que te dei o próprio pincel e tinta para salvar-te de uma escuridão aflita e chorosa.

Mas o sentido do homem, aquele que o torna exclusivo, é justamente a cicatriz do furo que deixaste em minha garganta que cria e sente, tanto quanto a tua.

One response

  1. muito bela e dolorosa a tua crônica.

    July 23, 2012 at 8:33 pm

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s